03/07/2007

Rodolfo Konder lança o livro Cassados e Caçados.

Jornalista e militante político Rodolfo Konder registra em livro experiências vividas durante o exílio.

Cassados e Caçados está nas principais livrarias do país.
 
São registros que relembram um período de tensões e maniqueísmos, quando a América Latina, no quadro da Guerra Fria submergiu nas águas escuras do autoritarismo e da repressão. As memórias do jornalista iluminam parte do caminho, hoje freqüentemente esquecido, que nos trouxe até um tempo presente que pode nos aprisionar, se o desligarmos do passado e do futuro.

O fragmentário depoimento de Konder, os dois exílios, as viagens, as fugas, a prisão, a violência, a tortura, mas também a solidariedade, a presença dos amigos, o convívio com outras culturas, a vida em países como o México, o Uruguai, a Argentina, o Canadá e os Estados Unidos, tudo isso compõe um imenso conjunto de formas inconstantes, que certamente nos ajudam a compreender a atualidade e a evitar que os erros do passado se repitam, e que o vírus do autoritarismo volte a nos contaminar.

Rodolfo Konder, 69 anos, trabalhou nas revistas Realidade, Singular e Plural, Visão, Isto É, Afinal, Nova. Atuou em jornais, estações de rádio (inclusive Rádio Canadá, em Montreal, durante dois anos) e canais de televisão. Durante 4 anos, foi editor-chefe e apresentador do Jornal da Cultura. Também foi colaborador permanente do jornal O Estado de S. Paulo. Atualmente, é Diretor Cultural da FMU, Conselheiro do IMAE, do Masp e membro do Conselho Municipal de Educação. Entre os seus 16 livros publicados está Hóspede da Solidão que recebeu o prêmio Jabuti em 2001.  

Preço: 29,00
RG Editores

 


Página atualizada em 03/07/2007 às 17h21