16/09/2019

FMU recebe Ciclo de Cinema Polonês

Apesar da fama dos filmes poloneses de Wajda, Kieślowski ou Polański, os documentários poloneses também têm uma longa tradição. Os diferentes gêneros e a originalidade de forma presentes nos documentários poloneses são um ponto forte do gênero. Indo na contramão da tese de Grierson, de que um documentário seria um instrumento para educação cívica, os cineastas poloneses sempre buscaram expressões artísticas originais ao retratar a realidade.

A fim de celebrar os 30 anos da restauração democrática da Polônia, a FMU receberá, de 23 a 27 de setembro, o Ciclo de Cinema Polonês, com uma programação incrível. A seleção apresentará oito documentários com um amplo espectro temático, além de grande diversidade estética, com foco na liberdade e criatividade na cinematografia polonesa. Um ponto em comum a todos os filmes é a transformação sistêmica e como o comunismo influenciava a vida social, cultural e cotidiana das pessoas. O ciclo promoverá um bate-papo com o público depois das sessões sobre liberdade artística, social e política, na perspectiva dos últimos 30 anos da democracia da Polônia.

Os filmes que serão apresentados são:

Na batida da liberdade (Beats of Freedom), dir. Leszek Gnoinski, Wojciech Slota, 2010, 1h18m, DVD Como o rock pode alterar um sistema político. É possível restaurar a liberdade individual através da música num sistema totalitário? Como a censura influenciou a qualidade da música no sistema comunista?

Solidarity according to women (A solidariedade de acordo com as mulheres), dir. Marta Dzido, Piotr Śliwowski, 2014, 1h 53m, DCP Qual é o papel das mulheres na luta pela liberdade? O filme conta a história de mulheres guerreiras que, com sua sabedoria, determinação e engajamento na oposição, mudaram a realidade política do país, mostrando as diferentes etapas dos 45 anos do comunismo na Polônia.

Arte da liberdade (Art of Freedom), dir. Wojciech Słota, Marek Kłosowicz, 2011, 1h10m, DVD A luta dos alpinistas poloneses para atingir seus sonhos em tempos difíceis e driblar problemas econômicos. Como, nos anos 70 e 80, em plena República Popular da Polônia, os alpinistas conseguiam organizar caras expedições ao Himalaia e firmaram o nome do país como uma grande força do alpinismo mundial.

Brinquedos (Toys), dir. Andrzej Wolski, 2011, 52 m, DVD Será que um chocalho com uma foto de Stalin sorrindo era capaz de acalmar um bebê? Com o que brincava Lech Walesa? E como a ideologia pode influenciar as brincadeiras diárias das crianças?

Moda (Political Dress), dir. Judyta Fibiger, 2011, 1h00, DVD Como a liberdade é expressada através das roupas? É possível estar na moda quando nas vitrines há apenas roupas para operários? Como era a moda e a criatividade nos tempos do realismo socialista? O filme destaca também a criatividade e a elegância feminina em tempos de escassez.

Mundial – As Maiores Apostas, dir. Michal Bielawski, 2013, 1h36m, DCP Uma história ao estilo “David e Golias” sobre o Solidariedade, contada através dos eventos da Copa do Mundo de 1982. O filme mostra as experiências dos principais jogadores da seleção polonesa, em contraste com depoimentos dos membros do Solidariedade, que acompanharam os jogos na prisão. Os jogos de futebol e as lutas políticas culminam em um jogo importante contra a União Soviética.

Cohab, dir. Tomasz Knittel, 2018, 49 min, DCP Como o sistema político influencia a arquitetura urbana? Esse documentário retrata as experiências de várias gerações que cresceram e moraram na Polônia a partir dos anos 40 até os dias de hoje. O documentário retrata a reconstrução fundamental, sobretudo em Varsóvia, que fora devastada na Segunda Guerra, com a criação de conjuntos habitacionais, muitas vezes sem a qualidade desejada.

Confira a programação acessando aqui.


Página atualizada em 16/09/2019 às 12h21