12/09/2019

Estudantes de Arquitetura apresentam mapas de violência e agroecologia

No primeiro semestre, os alunos do escritório modelo do curso de Arquitetura e Urbanismo do Centro Universitário FMU | FIAM-FAAM aprenderam as técnicas de espacialização de dados numéricos e transposição de mapas. Essa aprendizagem ocorreu por meio de uma ferramenta denominada Geocodificação, a partir do programa de Geoprocessamento QGis, durante a disciplina Escritório Modelo.

Por se tratar de uma atividade extensionista, o Escritório Modelo possibilita aos estudantes a oportunidade de prestar serviços gratuitos e de utilidade pública para a sociedade. Nesse sentido, os alunos tiveram a tarefa de solicitar à Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo dados públicos dos anos de 2016, 2017 e 2018 sobre os três tipos de violência, sendo: a Violência contra a Mulher; a Violência Homofóbica e Transfóbica; e a Violência de Racismo e Injúria Racial. Além disso, também foram geocodificados dados de estabelecimentos de Agroecologia.

A partir desses dados, os estudantes produziram quatro mapas ao longo do primeiro semestre, sob orientação da Profa. Luciana Itikawa: Mapa de Violência Contra a Mulher; Mapa de Homofobia/ Transfobia; Mapa de Racismo; e Mapa de estabelecimentos de Agroecologia.

Após elaboração, os trabalhos foram apresentados em diferentes instituições e ainda contará com uma apresentação em outubro:

  • 30 de maio: Câmara Municipal – Mapa de Homofobia/ Transfobia;
  • 06 de junho: Câmara Municipal – Mapa de Feminicídio
  • 25 de junho: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo-USP – LabCidade
  • 04 de julho: Instituto Pólis;
  • 17 de julho: Fórum Brasileiro de Segurança Pública – equipe;
  • 08 de agosto: Rede Nossa São Paulo;
  • 25 de outubro: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo-USP – aula na disciplina de urbanismo.

Parabéns aos nossos estudantes e docente pela iniciativa!


Página atualizada em 12/09/2019 às 15h03