23/12/2009

Aluno da FMU em Copenhagen fala do que houve de melhor fora do COP15

Aluno da FMU em Copenhagen fala do que houve de melhor fora do COP15   

O aluno de mestrado em Direito da Informação da FMU João Américo de Sbragia e Forner seria o único representante da Ordem dos Advogados do Brasil em Copenhagen, Dinamarca, a acompanhar o COP15, evento que decidiu o novo tratado sobre a emissão de gases poluentes, depois do término do Protocolo de Kyoto.

No entanto, João passou por diversos imprevistos ao chegar ao país. De acordo com o estudante, havia uma grande confusão na organização do evento, e por isso muita gente, inclusive ele, ficou sem credenciamento para acompanhar as palestras e debates do COP15. Sem conseguir credencial, Forner procurou um advogado, que o informou do que ele já sabia: pouco poderia ser feito.

Quando tudo parecia estar perdido, Forner conheceu um brasileiro que, além de abrigá-lo e convidá-lo para uma refeição, lhe indicou o caminho das pedras, o KLIMAFORUM09 (www.klimaforum09.org). Trata-se de um espaço aberto, um evento fora do COP15, em que pessoas e organizações do mundo inteiro discutiam a elaboração de uma declaração que foi encaminhada aos integrantes do COP15.

Forner também contou que assistiu a uma reunião com integrantes da Global Call To Action Against Poverty (GCAAP), – Chamado Global Para Ações Contra a Pobreza, e também a apresentações de comunidades indígenas americanas, alertando sobre os ataques que o planeta vem sofrendo, especialmente a poluição dos rios, que prejudica diretamente os índios americanos.

Para Forner, foi o que melhor lhe aconteceu. “Era nesse evento que eu deveria estar mesmo. Aqui, as pessoas discutiram sem nenhum pudor os problemas do meio ambiente, expondo vários pontos que até então eu desconhecia, com certeza valeu a pena”, comentou o aluno.


Página atualizada em 23/12/2009 às 16h51