28 de Janeiro

Planejamento acadêmico 2009: Campus da Saúde se organiza para o início das aulas

Planejamento acadêmico 2009: Campus da Saúde
se organiza para o início das aulas

 
Em continuidade à Semana de Planejamento Acadêmico, aconteceu na noite de ontem a reunião dos docentes das áreas da Saúde, no Campus Ibirapuera. Comandada pelo Presidente do Instituto Metropolitano da Saúde (IMS), o Prof. Dr. Arthur Roquete de Macedo, o encontro expôs aos docentes os desafios previstos para o ano e o pioneirismo do Complexo Educacional FMU no desenvolvimento do ensino superior privado no Brasil.
 
As melhorias na infra-estrutura do Complexo e os treinamentos em andamento, que incluem desde os coordenadores de curso, funcionários das secretarias até os bedéis, foram citados. Para o Presidente do IMS, este aprimoramento técnico aliado à qualidade e a motivação do corpo docente é que garantirá a satisfação plena dos alunos. 
 
“Estamos mais uma vez à frente do mercado, apresentando um crescimento significativo e sustentável, mesmo diante da crise econômica mundial”, ressaltou Roquete. Já o Vice-Reitor da FMU, Arthur Sperandéo, falou sobre a responsabilidade de cada docente em manter os altos níveis de qualidade “desse patrimônio educacional construído ao longo de 40 anos”. E o Pró-Reitor Acadêmico, Prof. Dr. Ângelo Palmisano, complementou com um resgate aos princípios da profissão acadêmica. “A síntese do nosso trabalho é melhorar o País por meio do ensino e da educação”, afirmou.
 
Participaram da reunião todos os coordenadores e professores dos cursos relacionados à Saúde, que agora estão preparados para receber os calouros de cursos tradicionais como Biomedicina, Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Musicoterapia, Nutrição, Odontologia, Psicologia e também Medicina Veterinária.
 

Em 2010, a FMU irá propor dois novos cursos de pós-graduação – um em Medicina Veterinária e o segundo em Gerontologia – à Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Arthur Roquete encerrou o encontro antecipando as conversas da FMU com a Prefeitura Municipal de São Paulo, em torno de uma possível parceria para recuperar a área conhecida como “Cracolândia”, na região da Luz, centro da cidade. “Trata-se de um projeto específico na área da saúde, que permitirá o aprimoramento prático de nossos alunos da graduação e, ao mesmo tempo, a prestação de um serviço à comunidade”, comemora Roquete.