20 de Maio

Os dois lados da moeda: ex-alunos da FMU se enfrentam no “Caso Isabella”

Os dois lados da moeda: ex-alunos da FMU se enfrentam no "Caso Isabella"


O que tem em comum os homens mais comentados no momento na área do Direito, Francisco Cembranelli e Marco Pólo Levorin? Os dois são formados na Faculdade de Direito da FMU. Além disso, eles atuam no "Caso Isabella", fato que comoveu a população brasileira, mas em lados opostos.

Francisco José Taddei Cembranelli é o promotor responsável pela acusação do casal indiciado pela morte de Isabella, a madrasta Anna Carolina Jatobá e seu pai Alexandre Nardoni.  Nascido em São José do Rio Preto, Cembranelli tem a mesma profissão do pai, Sylvio Glauco Taddei. A família mudou-se para São Paulo para que Francisco pudesse cursar Direito na FMU, curso que concluiu em 1984.

Quatro anos depois de sua saída dos bancos escolares, Marco Pólo Levorin ingressou na FMU. Ao contrário do colega, Levorin é paulistano, do bairro da Lapa. Hoje, o advogado é responsável pela defesa mais polêmica dos últimos anos, a do casal Nardoni. Levorin graduou-se em 1992. De aluno, transformou-se em professor do Curso de Direito da FMU.

Em pouco tempo, espera-se, os dois se enfrentarão num tribunal. O duelo será acompanhado pelo país inteiro, abalado com a morte da pequena Isabella. Cada detalhe da defesa e da acusação será acompanhado por meios de comunicação. Os dois ex-alunos da FMU, formados com quase uma década de diferença, serão destaque ao redor do mundo.