12 de Janeiro

Música previne doenças cardiovasculares

Música previne doenças cardiovasculares




Está comprovado: a música é capaz de prevenir e auxiliar no tratamento de diversas doenças, entre elas, as cardiovasculares

Desde a antiguidade sabe-se que o som pode ser utilizado na prevenção de doenças e mesmo na cura de pacientes. Entretanto, este benefício que na época se atribuía a causas místicas ou milagrosas, pode ser explicado pela ciência.

Pesquisas quantitativas foram realizadas com soldados veteranos da Segunda Guerra Mundial com sequelas físicas e psíquicas, expostos a uma seleção de músicas aplicada em intervalos periódicos, levando-se em consideração critérios de intensidade e duração. Constatou-se que o grupo que ouviu as músicas restabeleceu-se mais rapidamente e com maior eficácia do que o que não ouviu.

Essas pesquisas provaram que o som pode influenciar o ser humano em diversos aspectos e tornaram-se o marco da profissão, conhecida hoje como Musicoterapia. Na definição da Profa. Maristela Smith, coordenadora do curso na FMU, “a ciência que utiliza elementos sonoro-ritmico-musicais no tratamento, reeducação, reabilitação e recuperação de indivíduos com as mais diversas patologias ou ainda na área preventiva”.

Hoje, com uma série de outros estudos publicados sobre o tema, já se sabe que o tratamento de inúmeras doenças pode ser aprimorado por meio da música, como as cardiovasculares, síndromes neurológicas, deficiências motoras, sensoriais e mentais, entre outras. “O que a delimita o tratamento é a história sonoro-musical do paciente, baseada em experiências pregressas ou em respostas imediatas diante da estimulação sonoro-musical”, explica a Profa. Maristela.

O neurologista inglês Oliver Sacks, autor de muitas pesquisas sobre a ação da música no cérebro, afirma que a música é o mais poderoso antídoto contra a demência, “mas pode também deixar alguém maluco”. Isto significa que a aplicação terapêutica da música tanto pode trazer benefícios quanto malefícios, dependendo de como se dá. Daí, a importância de se estudar esta ciência.

Desde 2000, a FMU oferece o curso de Musicoterapia. Para obter mais informações, acesse: http://fmu.br/musicoterapia.

Para saber mais sobre a profissão, leia o artigo da Profa. Maristela.