16 de novembro

Inclusão de surdos na escola é desafio para profissionais

Fonoaudiólogo é essencial para possibilitar a educação às pessoas com deficiência auditiva

O tema da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) 2017 despertou a discussão sobre um importante tema: a formação educacional de surdos no Brasil.

A coordenadora do curso de Fonoaudiologia da FMU, Profa. Erika Longone Borzani Gonçalves, comenta que não é possível colocar todas as pessoas com deficiência auditiva na mesma categoria. “As dificuldades enfrentadas por cada sujeito são únicas e devem ser estudadas com cuidado e discernimento. Dentro dessa população apenas uma parte usa LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) e muitos desses indivíduos não são alfabetizados em português”, lembra a professora que ressalta ainda que por esse motivo o processo educacional deve ser acompanhado de perto pelos profissionais.

Algumas medidas que podem auxiliar no processo de inclusão da pessoa com deficiência, de acordo com a docente, são a disseminação da LIBRAS e a abertura para outras possibilidades, como leitura labial ou instrumentos de amplificação sonora (aparelho auditivo, implante coclear e outros dispositivos). Outro aspecto importante é a presença de intérpretes de LIBRAS no ambiente escolar. “Ela é essencial para aquelas pessoas que utilizam a Língua como meio de comunicação. As salas de apoio pedagógico no contraturno também trazem resultados bastante positivos. A preparação dos professores e a formação continuada garantirão o sucesso no processo de aprendizagem dos alunos surdos”, elenca Erika.

Segundo a docente, o profissional de Fonoaudiologia pode auxiliar no processo de inclusão, acompanhando o aluno com deficiência auditiva desde o momento do diagnóstico. “ Ele participará do processo de reabilitação auditiva, tanto na indicação e na adaptação de meios de amplificação sonora, quanto na terapia que visa ao desenvolvimento da linguagem”, destaca a coordenadora. “No momento do ingresso escolar desse aluno, a parceria entre fonoaudiólogo, escola e família é decisiva para o sucesso educacional da criança”, reforça Erika.

No curso de Fonoaudiologia da FMU o aluno é preparado plenamente para essa atuação e estará apto a auxiliar à comunidade para a promoção da inclusão. Saiba mais sobre a Graduação em http://portal.fmu.br/graduacao/cursos/fonoaudiologia/


e21ec6f7a385afb8d77fd1aa6d91fac9|||